DestaquePrazeres

“DOMAR O FOGO”: cutelaria, cerâmica e gastronomia em foco nas Caldas da Rainha

0

É já nos dias 17 e 18 de Março que a CENTRA – Associação dos Amigos do Centro de Artes, com o apoio da Câmara Municipal das Caldas da Rainha e do seu Centro de Artes, promove o evento “DOMAR O FOGO”. A iniciativa reunirá dois dos sectores de maior relevo e tradição da zona Oeste- a cerâmica e a cutelaria- no espaço do Centro de Artes das Caldas da Rainha.

O evento integra o programa “Caldas, Cidade Criativa do Artesanato e Artes Populares” no âmbito da integração das Caldas da Rainha na Rede de Cidades Criativas da UNESCO, desde 2019.

Para além da promoção destes dois saberes ancestrais, o programa pretende fomentar a transmissão e a partilha de conhecimentos, técnicas, métodos e tradições. Ao longo de dois dias, o programa do evento conduzirá os participantes numa viagem à “essência da criação”, com ponto de partida na matéria-prima em bruto, passando pela demonstração de técnicas de transformação/ modelação do material, culminando no resultado (im)previsível traduzido em peças únicas produzidas in loco, ao vivo (a serem leiloadas no final da iniciativa), ateliers, uma palestra e um concerto de encerramento. Aos saberes da cerâmica e da cutelaria, juntar-se-á a gastronomia. Três elementos unidos sob o prisma da transformação pelo fogo.

Do programa desta primeira edição, destaque para a exposição inédita: “Facas com História” da coleção privada de Rainer Daehnhardt, que, para além de detentor de uma das maiores coleções de armas antigas de toda a Europa é, também, entre muitos outros feitos, um reconhecido estudioso e investigador especializado no estudo da evolução do Homem através das armas e da sua utilização.

O evento contará também com a presença de nomes maiores da cutelaria artesanal como Paulo Tuna, The Bladesmith e Carlos Norte, do reconhecido atelier de cutelaria Lombo do Ferreiro que, inspirados nas peças de coleção de Rainer Daehnhardt, farão uma demonstração ao vivo sobre como criar uma lâmina do princípio ao fim, sob o título “Do Aço à Faca”.

Da cutelaria à cerâmica, não ficam de fora os processos ancestrais de cozedura de cerâmica artesanal, como o forno de papel, o raku ou o Pitt Barrel, demonstrados pelos reconhecidos artesãos Miguel Neto e Álvaro Nogueira.

Com o escultor e fundidor Renato Franco, viajar-se-á até à Idade do Bronze para ver nascer réplicas de uma espada persa e de uma adaga celtibérica, pertencentes à colecção de Rainer Daehnhardt. Ambas serão fundidas ao vivo no local do evento.

Na gastronomia, Paulo Feliciano (Casa Antero), Paulo Santos (Forno do Beco) e Archil Shinjikashvili (Geo Wine & Supra) conduzirão os visitantes num périplo por sabores diversos, da simplicidade da cozinha “dos avós” e dos tradicionais pratos de fogo, às novas tendências vegetarianas e veganas.

As crianças também terão o seu espaço, onde aprenderão a trabalhar a madeira e o barro, numa conexão entre o saber e o fazer, pela transformação da matéria-prima.

A fechar, tempo para a música, que com a banda Vigairada com os seus sons festivos e tradicionais.

Trio assalta empresas em Aveiro

Notícia anterior

Apanhados pela GNR a furtar combustível de uma área de serviço da A23 em Castelo Branco 

Próxima notícia

Também pode gostar

Comentários

Comentários estão fechados

Mais em Destaque