DestaquePrazeres

Selo dos CTT leva além-fronteiras a invulgar história da Princesa Santa Joana em Aveiro

0

Há 550 anos, um acontecimento alterou o destino da então vila de Aveiro: a chegada ao Convento de Jesus da Princesa Santa Joana. Apesar dos protestos familiares, abdicou das coroas e optou pela vida religiosa, com todas as rendas e direitos reais a reverterem para o convento e desenvolvimento local. Um facto histórico que marcou Aveiro e que foi hoje homenageado com o lançamento de um selo dos CTT alusivo à padroeira da cidade.

A entrada em circulação do selo foi assinalada com uma cerimónia simbólica, que consistiu na obliteração e assinatura de um Inteiro Postal com um carimbo comemorativo, pelo Presidente da Câmara Municipal de Aveiro, José Ribau Esteves, e pelo Diretor Comercial dos CTT, Francisco Castelo Branco.

“Uma data com esta importância deve ser celebrada com a dignidade que merece. O lançamento deste selo postal é um marco importante para relembrar o legado de uma personalidade ímpar e honrar a memória da nossa padroeira. Os selos com a sua imagem vão percorrer o país e o mundo, levando mais longe ainda o nome e a história da Princesa Santa Joana. O modo de vida que escolheu ter, despojado de bens materiais, é uma inspiração e um grande exemplo de sentido de serviço à comunidade”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal de Aveiro (CMA), Ribau Esteves.

Um dos postais carimbados e assinados pelas duas personalidades ficará no Museu dos CTT, acompanhado de uma placa comemorativa do evento. Um segundo estará disponível no Museu de Aveiro/Santa Joana. 

As comemorações incluíram a apresentação de uma mostra filatélica dedicada a Santa Joana, na Sala de Exposições Temporárias do Museu. O Executivo optou ainda por assinalar o momento de forma criativa, realizando a sua reunião pública no Claustro do edifício. Os festejos terminaram com uma missa comemorativa desta data, na Sé de Aveiro, presidida pelo Bispo de Aveiro, D. António Moiteiro.

A CMA celebrou a data no Museu de Aveiro/Santa Joana, cuja gestão assumiu definitivamente na última segunda-feira, 01 de agosto, sete anos depois de ter iniciado, resultado de um ato de descentralização do Governo central. Com mais de 30 mil visitantes registados no primeiro trimestre, 2022 será o melhor ano de sempre no que respeita à afluência.

Desde 2015, o Município investiu um milhão de euros na infraestrutura, refletindo-se na qualificação permanente e na aposta nos Recursos Humanos afetos ao Museu. O espaço acolheu desde então 74 exposições e foram publicados 30 artigos em revistas científicas e cadernos de cultura.

O Museu de Aveiro/Santa Joana integra a estratégia do Município e a candidatura de Aveiro a Capital Europeia da Cultura 2027, desempenhando um papel ativo na política cultural da cidade.

Notícias Do Centro

Mangualde desafia munícipes a criarem comunidades de energia renovável

Notícia anterior

Jardim-de-infância e escola da Comeira da Marinha Grande estão a ser requalificados

Próxima notícia

Também pode gostar

Comentários

Comentários estão fechados

Mais em Destaque