DestaqueGuarda

Reabertura de Pousada da Juventude da Guarda é “muito importante” 

0
SONY DSC

O presidente da Câmara Municipal da Guarda considerou “muito importante” a reabertura este ano da Pousada da Juventude, mas lamentou que não tenha sido informado previamente da intenção do Governo que conheceu através da comunicação social.

“[A reabertura da Pousada da Juventude da Guarda] é muito importante. É atração de pessoas para a Guarda, é mais um lugar para pernoitar, mas pode ser também muito importante para residência de estudantes do [Instituto] Politécnico”, disse Sérgio Costa aos jornalistas, à margem da última reunião quinzenal do executivo, realizada na segunda-feira.

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares anunciou, no dia 10, a reabertura este ano das pousadas da juventude de Vila Real, Portalegre e Guarda e obras de reabilitação numa outra em Lisboa.

Ana Catarina Mendes fez o anúncio durante uma visita à Pousada da Juventude em Almada, integrada num roteiro de visitas desenvolvido pelo secretário de Estado da Juventude e do Desporto por associações juvenis e desportivas, serviços regionais do Instituto Português do Desporto e Juventude e Pousadas de Juventude.

A ministra explicou que será feito um investimento de 1,2 milhões de euros para reabrir as três pousadas (Vila Real, Portalegre e Guarda) e recuperar a de Lisboa, no Parque das Nações, que tem atualmente 30 por cento da sua capacidade encerrada por necessitar de obras.

Questionado pelos jornalistas sobre o assunto, o presidente da Câmara Municipal da Guarda reagiu com satisfação ao anúncio da reabertura da Pousada da cidade mais alta do país, que está encerrada há vários anos, embora tenha lamentado que tenha sabido da decisão do Governo pela comunicação social.

“Ora, como esta medida foi lançada na comunicação social, sem que o presidente da Câmara tenha sido informado previamente, o que não deveria acontecer, num Estado de direito como este, naturalmente veremos em que moldes é que agora isto [a reabertura da Pousada da Juventude] pode ser feito. Mas aguardaremos, certamente”, afirmou.

Sérgio Costa garantiu que o município da Guarda “fará sempre parte da solução”, desde que o executivo considere “que seja uma boa solução para a Guarda e para o erário público guardense”.

O autarca ainda não questionou o Governo sobre o assunto, por falta de oportunidade, e prometeu acompanhar o processo “ao longo das próximas semanas”.

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, salientou que o investimento que será feito na reabertura das pousadas já faz parte de uma nova política de valorização das Pousadas da Juventude que, além de estarem ao serviço da mobilidade juvenil, estão também ao serviço dos estudantes.

Além da sua vertente de turismo direcionado para os jovens, as Pousadas de Juventude disponibilizam-se a estudantes do ensino superior, no âmbito do Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior que procura colmatar a problemática do alojamento estudantil.

Segundo informação disponibilizada pelo ‘site’ oficial das Pousadas de Juventude, esta oferta para estudantes é atualmente extensível a 18 unidades de alojamento, nomeadamente em Aveiro, Abrantes, Almada, Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guimarães, Lisboa Centro, Lisboa Parque das Nações, Oeiras, Portimão, Porto, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Vila Nova de Cerveira.

Notícias Do Centro

Desconhecido terá abordado aluna à porta de ecola na Guarda

Notícia anterior

Leiria reivindica construção de um novo Palácio da Justiça

Próxima notícia

Também pode gostar

Comentários

Comentários estão fechados

Mais em Destaque